dima
  • O Povo

    Fotografía documental de la vida de jubilados portugueses y sus actividades en el barrio de Ajuda y Alcânta en Lisboa. Fueron publicadas en la revista digital ocorvo.pt con el siguiente texto (en portugués): Longe dos olhos dos turistas, ainda existe uma Lisboa que muitos consideram “real”. Uma parte substancial de quem visita a capital portuguesa, aliás, fá-lo com a esperança de ver como é essa forma de vida que alguns chamam “autêntica”. Uma demanda que, no entanto, tem o seu quê de paradoxal: um turismo em constante crescimento afasta tal percepção de autenticidade, tal como o fim do túnel que se persegue num sonho nunca é alcançado. Esta seleção de imagens captadas por Álvaro Suárez Trabanco, fotógrafo espanhol residente em Lisboa, mostra os moradores dos bairros populares da Ajuda e de Alcântara, através do quotidiano das suas coletividades – no caso, a Comissão Unitária de Reformados e Idosos da Freguesia da Ajuda – e hortas – os quintais anexos à Academia de Santo Amaro. “As pessoas são sempre o centro de tudo, só as encontrando é que se encontra a cidade”, afirma o fotógrafo.